Notícias

Câncer de Mama Metastático

Câncer de mama metastático, também conhecido como câncer de estágio IV, é o câncer de mama que atingiu para outros órgãos do corpo, mais frequentemente os ossos, os pulmões, o fígado ou o cérebro.

Mesmo que o câncer de mama metastático tenha atingido outra parte do corpo, ele é considerado e tratado como câncer de mama. Por exemplo, se o câncer de mama atingiu os pulmões, ele ainda é considerado câncer de mama (e não de pulmão), e é tratado com medicamentos para câncer de mama ao invés de medicamentos usados no tratamento para o câncer que inicia nos pulmões.

Algumas mulheres são diagnosticadas com câncer de mama metastático ainda no primeiro diagnóstico, mas o mais comum é que a metástase no câncer de mama ocorra meses ou anos após a paciente ter completado o tratamento para o câncer de mama inicial ou localmente avançado (estágios I, II e III). O risco do câncer de mama retornar e gerar metástase varia de pessoa para pessoa e depende muito da biologia do tumor e do estágio em que ele se encontra no momento do diagnóstico.

 

Tratamento para Câncer de Mama Metastático

Quanto mais avançado o estágio em que o câncer de mama se encontra, infelizmente menores são as chances de cura. O câncer de mama metastático corresponde ao estágio IV da doença, ou seja, o estágio mais avançado. Mas isso não quer dizer que ele não possa ser tratado.

O tratamento do câncer de mama metastático se foca em aumento do tempo e da qualidade de vida. O plano de tratamento é guiado por vários fatores, incluindo:

– Características das células cancerígenas

– Onde mais o câncer atingiu

– Os sintomas

– Tratamentos para o câncer de mama realizados anteriormente

Falar abertamente sobre qualidade de vida com o seu médico e sua família pode ajuda-la a decidir pelo tratamento para você. Participar de um grupo de apoio pode também ajuda-la a pensar sobre essas questões.

 

Prognóstico para o Câncer de Mama Metastático

A sobrevivência ao câncer de mama metastático varia muito de pessoa para pessoa. Um grande estudo internacional [1] descobriu que cerca de 15% das mulheres viveram ao menos cinco anos após receberem o diagnóstico de câncer de mama metastático. Algumas mulheres podem viver mais de dez anos após o diagnóstico [2]. É importante esclarecer que esses estudos estão baseados em mulheres diagnosticadas antes de estarem disponíveis alguns tratamentos mais modernos para o câncer de mama metastático. Tratamentos de tecnologia avançada para pacientes com câncer de mama metastático podem significar uma grande melhora no índice de sobrevivência de mulheres diagnosticadas atualmente. No Brasil, a Femama luta para que medicamentos mais efetivos, de alta tecnologia, estejam acessíveis para pacientes com câncer de mama metastático no Sistema Único de Saúde (SUS).

 

[1]  Tevaarwerk AJ, Gray RJ, Schneider BP, et al. Survival in patients with metastatic recurrent breast cancer after adjuvant chemotherapy: little evidence of improvement over the past 30 years. Cancer. 119(6):1140-8, 2013.

[2] U.S. National Cancer Institute. Stage IIIB, inoperable IIIC, IV, recurrent, and metastatic breast cancer. http://www.cancer.gov/cancertopics/pdq/treatment/breast/healthprofessional/page7, 2014. 

 

Texto produzido com informações de Susan G. Komen

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on print

Notícias relacionadas

Assine nosso
informativo e receba
Novidades:

Instagram

This error message is only visible to WordPress admins

Error: No feed with the ID 1 found.

Please go to the Instagram Feed settings page to create a feed.

Para entrevistas
e informações,
fale com a nossa
assessoria de imprensa

imprensa.femama@fsb.com.br