Notícias

Cisto mamário pode evoluir para câncer de mama?

É raro um cisto mamário evoluir para câncer de mama. De acordo com o Dr. Ricardo Caponero, médico oncologista e presidente do Conselho Técnico Científico da FEMAMA, o cisto mamário é uma lesão de formato esférico, preenchida por líquido, localizada no interior da mama. Ele não costuma evoluir para câncer, se caracterizando como uma alteração funcional benigna, diferente do tumor, que poderia ser seria uma lesão neoplásica. Mas é fundamental consultar um especialista, capaz de fazer a correta avaliação e diagnóstico.

São três os tipos existes de cisto: oleoso, hemático ou sérico, variando conforme o tipo de líquido que apresenta internamente. A principal diferença para distingui-lo de um tumor é sua consistência, que sempre será líquida. Em geral, lesões malignas são sólidas.

Além de sentir pelo toque, o possível sintoma que a mulher pode ter para perceber o cisto é dor no local, podendo ocorrer quando é causado em decorrência de infecções (abscessos), se apresentarem crescimento rápido ou se surgirem por traumatismos (como os hemáticos). O diagnóstico correto é feito, necessariamente, por um médico, pela palpação,pelo ultrassom e, às vezes, por punção.

A ocorrência do cisto pode ser tornar preocupante somente se apresentar componente sólido ou se no exame com ultrassom com Doppler for constatada a presença de fluxo sanguíneo no interio rdo cisto. Embora esses achados preocupem nos cistos de tireoide e de ovário, eles são muito pouco frequentes na mama.

Em muitos casos, o cisto é assintomático e não necessita de tratamento. Nas situações em que houver desconforto ou dor, ele pode ser tratado com punção pelo médico, que retira o líquido com o auxílio de uma agulha própria para o procedimento. 

Notícias relacionadas

Assine nosso
informativo e receba
Novidades:

Instagram

This error message is only visible to WordPress admins

Error: No feed with the ID 1 found.

Please go to the Instagram Feed settings page to create a feed.

Para entrevistas
e informações,
fale com a nossa
assessoria de imprensa

imprensa.femama@fsb.com.br